30.1.19 ∴

Resumão de Janeiro.2019

Como não estou empregada, sinto que fiz muita coisa e nada ao mesmo tempo neste primeiro mês de 2019. Certamente, fiz muitas coisas bacanas, mas não produzi muita coisa para a máquina capitalista (apenas... amo?). Eis que resolvi escrever um resumo desse mês aqui, já que sinto que não tenho mais nada para falar nesse exato momento.

Destaques bacanas


Foto tirada pelo meu amorzinho aka Eduardo Ribas, a melhor pessoa que você vai conhecer

Desci para a praia duas vezes. E iria mais vezes. Pra quem não sabe, moro em Curitiba, uma cidade continental, então raramente tenho a oportunidade de ir à praia. Acontece que a mãe do meu namorado quis ir pra praia várias vezes essas férias. Eu, como toda boa filha de Iemanjá, aproveitei e fui junto nas vezes que fui convidada!

Teve aniversário rosa do Moon. Moon, também conhecido como Felipe ou Natália, é um amigo da época do ensino médio que fez aniversário esses dias e, como era janeiro e muita gente tava de férias, ele resolveu fazer a festa numa quarta-feira com o tema rosa, pois às quartas, usamos rosa! Infelizmente não tirei fotinhas, mas encontrei muitas pessoas que não via faz tempo, e foi super bacana ♥

Álbum novo do BMTH. Bring Me The Horizon é uma banda que conquistou meu coração quando eu tinha uns 16 anos, na época do There Is a Hell, Believe me I've Seen It, There Is a Heaven, Let's Keep it a Secret. A banda mudou muito desde então e eu tive bastante dificuldades para me acostumar ao That's the Spirit, mas o novo álbum eu simplesmente amo! Curti grande parte das músicas logo de primeira (o que é raro) e eu estou gostando muito dessa nova fase da banda.

Sex Education. A nova série da Netflix fala sobre ser jovem e sexualidade de uma maneira natural, sem cair nos clichês de enredos parecidos. Assisti em poucos dias (não sou muito de binge watching, então isso quer dizer alguma coisa) e recomendo muito. Um conhecido meu fez um texto muito bom sobre a série: Como falar de jovens e sexo.


A fotografia de Suspiria (1977) me encanta

Suspiria. Eis um filme que eu queria assistir desde sempre, mas nunca fui atrás sabe-se lá porquê. Eis que ano passado foi lançado uma nova versão (não é bem um remake, mas ok) e o boy queria assistir. Eu falei que gostaria de ver o original (de 1977) antes, e ele concordou. Assistimos. Gostei muito mais da versão original, embora a nova tenha muitos pontos fortes também (além da maravilhosa Tilda Swinton fazendo dois papeis!). O que eu amei muito na versão original é a atmosfera: a fotografia, a trilha sonora, tudo isso é muito mais horripilante e envolvente em comparação ao novo. A história, no entanto, fica bem melhor na nova versão, com ressalvas, pois detestei o final.

Classic Who. Como muitos sabem, eu sou fã de Doctor Who. Acontece que, até pouco tempo atrás, só tinha visto o new who, e não a versão clássica (fora alguns arcos perdidos, por curiosidade). Eis que sigo uma pessoa no Twitter que é fã do 5º Doctor (interpretado por Peter Davison), e fiquei muito curiosa para ver os arcos com ele. Dito e feito: ainda estou no começo da 19ª temporada do Classic Who, mas o 5º Doctor já tem meu coração, risos.



Angústias de janeiro

Nem tudo são flores e eu passei por uns maus bocados neste mês. Okay, grande parte deles estava relacionado apenas à minha saúde mental e minhas inseguranças, mas tem coisas que afetaram grande parte de nós.

A começar pelo nosso novo governo, que está sendo um belíssimo exemplo de como cagar ainda mais com um país que nunca esteve muito bem das pernas. Todo dia é um novo motivo pra querer sair daqui o mais rápido possível. Para as pessoas que lidam com transtornos mentais ou fazem parte das minorias invalidadas por esse governo, a coisa pesa ainda mais.

Tá doendo. Todo dia dói. Todo dia dá vontade de deitar em posição fetal e chorar. E fazer o quê, não é mesmo? Minha parte eu fiz. Uma pena que está longe de ser o bastante num mundo onde as pessoas só conseguem olhar para o próprio umbigo.

Por fim, acho que nem preciso comentar sobre a tristeza que sinto em relação à Brumadinho. Estou cansada desses crimes ambientais. Nosso planeta está morrendo e nós somos os culpados. Eu já não tinha muita esperança na humanidade, mas cada dia que eu passo viva eu tenho mais e mais certeza que a gente não merecia estar aqui.

Leituras que recomendo



Todo mundo sabe que tenho dificuldades para ler livros, mas eu costumo ler muitos textos. Em janeiro, não foi diferente. O único livro que li completo foi Frankenstein (Mary Shelley). É bem diferente do que eu imaginava. Recomendo pra quem nunca leu.

Outras leituras do mês que recomendo são:


***

Como eu disse anteriormente, sinto que em janeiro fiz muita coisa e nada ao mesmo tempo, mas pelo menos rendeu um baita post. Claro que aconteceu muito mais coisa, mas eu sinceramente não sei até onde eu iria se fosse listar tudo aqui, risos. Enfim, se alguém teve a paciência de ler até aqui, muito obrigada, você é sensacional! ♥

3 comentários

  1. Amo, amo, amo esses resumões e preciso começar falando sobre uma das últimas coisas que tu comentou sobre: esse texto Mulher bi não é resistência. Li o título e já tava pronta pra xingar muito no twitter, aí li o texto e quase chorei HAHAHA muito bom mesmo, sensacional! Agora seguindo a ordem, uma coisa que me deixou feliz esse ano é que também fui mais vezes pra praia e fazia anos que isso não acontecia, dá uma renovada nas energias sentir o mar, né? E ah não, agora eu quero fazer uma festa na quarta feira e obrigar todo mundo a ir de rosa, obrigada Moon. Comecei Sex Education e parei no quarto episódio porque não me prendeu tanto quanto eu gostaria, uma pena. Mulher... nem me fale desse governo. Já me proporcionou duas crises de ansiedade (que eu nem sabia que podia ter porque eu não tenho -ou não tinha- ansiedade). Brumadinho foi horrível e é muito triste saber que daqui algumas semanas muita gente vai esquecer tudo, de novo :(. Ah, e já abri os outros dois textos indicados também, espero gostar tanto quanto curti o primeiro!

    Um beijão,
    GABS | likegabs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Menina você é de Curitiba, eu nem sabia!!
    Bora marcar um rolê haha :)
    Eu comecei a ouvir Bring Me The Horizon a pouco tempo, achei o novo álbum bem diferente mas gostei! Tem músicas ótimas e viciantes!
    Todo mundo está falando bem de Sex Education, até cogitei assistir, mas nem vou, minha adolescência e grande parte da vida adulta foi bem diferente da maioria, então se seu assistir provavelmente não irei me identificar com nada e vou ficar na bad.
    E sobre a política, tá FODA!
    Só de lembrar o que aconteceu em Brumadinho já bate uma enorme tristeza :(
    Espero que aconteçam coisas muitooo legais em fevereiro pra você!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  3. suspiria é um filme maravilhoso, foi por ele que me apaixonei pelo dario argento e a banda goblin (já que você disse que gostou da trilha sonora hahaha). ainda assim, o meu favorito dele é profondo rosso, e a trilha sonora - do goblin também - é melhor ainda <3
    vou assistir o novo. sendo remake ou não, eu sempre fico com pé atrás em filmes novos sobre filmes antigos. como por exemplo o novo do chucky...

    são paulo também não tem praia, e descer a serra é algo chato e difícil. então eu só vou à praia 1x ao ano (ou nem isso), quando visito minha família na paraíba.

    fiz muita coisa em janeiro também, acho que preciso anotar, para quando vier a ansiedade questionando o que eu fiz da minha vida eu dizer: fiz, e fiz muito, olha aqui, vaza minha fia!

    hahahah bj!

    ResponderExcluir